Depredando o Orelhão

"SAI DISGRAMA!" (PARTE II) 
Goiânia em Marcha Contra a Corrupção
Documentário Curta-Metragem Independente
Uma produção Depredando o Orelhão [http://bit.ly/diGD1k]

(Comunidade brasileira no Tumblr, por favor contribuam disseminando o movimento goiano anti-corrupção! Depois de Demóstenes ser cassado, agora é hora de FORA MARCONI! Sai disgrama!!!)


"Ser ou não ser: eis a questão. Será mais nobre em nosso espírito sofrer pedras e setas com que a Fortuna, enfurecida, nos alveja, ou insurgir-nos contra um mar de provações e em luta pôr-lhes fim?" - WILLIAM SHAKESPEARE, "Hamlet"

Goiânia está em marcha obstinada contra a corrupção. Apesar do conformismo de muitos, “zumbis da TV Globo” que ficam de bunda sentada no sofá, a indignação e a movimentação aguerrida de outros têm colorido as ruas com manifestações de encher os olhos e de vibrar os alicerces do Estado. Já foram realizadas 6 marchas na capital de Goiás nas quais o protesto contra a corrupção se mistura com reivindicações por transporte público de qualidade e a preços justos, desejo de maior foco em educação e cultura, revolta contra os homicídios cometidos pela Polícia Militar, dentre outros temas. 

A cachoeira de denúncias de corrupção, que submergiu algumas das sumidades da elite política tupiniquim em 2012, está levando milhares às ruas, caras-pintadas da era do Facebook, ativistas independentes de uma nova era de marchas democráticas, exigindo uma política menos canalha. Exige-se o básico: políticos que ajam menos como “bandidos de gravata” usando verba pública para enriquecimento privado ilícito. Políticos que não sejam um bando de hipócritas, dissimulados, que surrupiam o povo nos bastidores enquanto fazem pose de santinhos (“Cristo também andava com Judas”, teve a desfaçatez de soltar Demóstenes Castrado…)

O mafioso Carlinhos Cachoeira, Dom Corleone de terra papagalis, já foi preso; aquele que a palhaça da revista Veja chamava de “mosqueteiro da ética”, Demóstenes Torres, foi cassado; e agora são duas as “cabeças” que ameaçam rolar também: a do governador de Goiás, Ladroni Zerillo, vulgo “Al Caponi do Cerrado”, e a do governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz. 

Se a democracia verdadeira é o sistema onde o povo é soberano, e onde sua voz é ouvida, eis o que a soberania popular vêm gritando, estrondosa, pelas ruas de Goiânia: “Marconi, ladrão, seu lugar é na prisão! Marconi, bicheiro, devolve meu dinheiro!”

SAIBA MAIS: Revista Época: “O relatório tem 73 páginas, 169 diálogos telefônicos e um tema: corrupção. São contundentes os indícios de que a Delta deu dinheiro a Perillo. Alguns desses 169 diálogos já vieram a público; a vasta maioria ainda não. Encontram-se nesses trechos inéditos as provas que faltavam para confirmar a simbiose entre os interesses comerciais da Delta em Goiás e os interesses financeiros de Perillo.” [http://glo.bo/Nx3v7e]

  1. huuumbilical reblogou isto de depredando
  2. depredando publicou isto
Comentários do blogue desenvolvidos por Disqus